segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Gabriel e o Taxista

Ter filhos homens é sinal de boa sorte. Nós somos muito afortunados pois temos dois meninos. Mais afortunada ainda sou eu, que graças ao senso de independencia e iniciativa do Gabriel, assumiu para ele a função de que quando pegamos um taxi quem fala é ele.

Imaginem a cena.. uma mulher, dois meninos e o "gg" -pronuncia-se gãgã -irmão mais velho, toma a iniciativa e segue seu destino de cuidar dos pais. Como se não bastasse é um ocidental falando em chines e seguindo as tradições chineses... Uma tremenda honra.

O taxista saiu tinindo com seu taxi, rindo feliz, eu no banco de trás imaginava o que será que ele entendeu? onde será que vais nos levar?...
O endereço que o Gabriel deu era o hotel aqui na frente de casa, o Holiday inn Hotel, ou para os chineses, JiaRi JiuDian (fala-se algo como jiaorújioutian). Não é que o chinesinho nos trouxe certinho!
O Gabriel não satisfeito fez com que o taxista nos deixasse em frente ao nosso prédio, ou seja, falando um pouco inglês, um pouco se sacudindo e abanando as mãos, usando algumas palavras que ouviu seu pai falar, conseguiu fazer com o taxista manobrasse e nos deixasse em frente a nossa casa.

Que garoto é este meu garoto.

Um comentário:

Eliane disse...

Que amor este rapazinho!