domingo, 12 de abril de 2009

Domingo de páscoa


Mesmo não existindo Páscoa na China, enviamos muitos e-mails para o coelhinho e não é que garantimos a visita do danado!
Ele veio durante a noite, nos deixou chocolates e tambem a lembrança de que Páscoa é ressurreição.

Bem diferente do Brasil onde os supermercados e lojas devem estar apinhados de todo o tipo de guloseima e ovos dos mais variados tipos, por aqui, no máximo se encontra algum ovinho de plástico e alguns restaurantes decorados.

Neste país, Cristo não existe, catolicismo não existe, movimentações religiosas são proibidas, logo não se podia esperar muita coisa.

Contrariando as probabilidades o coelho passou por aqui, deixando ovinhos pequenos mas muito coloridos em cestinhas de papel que os meninos pintaram e onde colamos algodão para o pelo do coelho.
Minha avó sempre diz: -"Quando temos muitas opções de alguma coisa, temos dúvida e logo a dúvida vira um problema. Se só se tivesse uma escolha a vida seria muito mais simples."
Muito certa ela está.
Com a falta de 'coelhos" os meninos ficaram vibrando com a pequena surpresa que receberam. Lição aprendida. A felicicidade está nas pequenas coisas; na lembrança, na emoção e não no tamanho do ovo.
Aproveitamos nossa família, foi bom acordarmos juntos, abraçar-nos e comemorarmos a vida que todo o dia recomeça.

Para o almoço, fomos a casa da Argentina que vive aqui e que sempre possibilita a sensação de estarmos em uma grande família. Foi ela que organizou a festa de Natal com chegada do Papai Noel e a ceia de Ano Novo
Mais uma vez adultos e crianças aproveitaram.
Os grandinhos conversando, descontraindo e dividindo a culinária mais diversa possível, pois, para facilitar cada um levou um prato.
As crianças tiveram caçada aos ovos de Páscoa (Foto), corrida do ovo, e várias outras brincadeiras, ou seja, se divertiram muito também.

Nossa vida aqui, com certeza fica mais leve, por termos a sorte de termos encontrado pessoas tão boas e especiais.

Feliz Páscoa a todos!

2 comentários:

(l' excessive) disse...

Moooooossa, Mimi!
Toda vez que venho aqui, aprendo ou relembro de valores que muitas vezes no mundo capitalista/consumista como é o Brasil (como de resto todos do mundo ocidental, com raras exceções) esquecemos. E a filosofia de nossas avós nos dão sempre uma bela sacudida.
Adorei ler teu texto e saber que apesar das diferenças e distância vocês fazem chover!
Beijão

Lisi disse...

Oi Amada, tudo bem?!
Estou com tanta saudades de vocês que sempre passo por aqui para dar uma lida nas notícias.
E sempre percebo a mulher guerreira que você é... e a mãe maravilhosa.
Sei que alguns dias não são fáceis... mas, tenho certeza que Deus colocará pessoas em seu caminho para fazer a diferença.
Um beijo forte... um abraço apertado para você e os meninos... e tb um abraço no meu "ex-amigo".. hehehe