domingo, 4 de janeiro de 2009

Feriado em HK

Depois da virada de ano em Zhuhai fomos passar alguns dias em Hong Kong. Outro mundo.
É impressionante as mil faces que a China tem, cada lugar ou comemoração faz com que mudem totalmente o comportamento das pessoas e dos lugares.

HK e Macau são considerados regiões autônomas da China então é necessário passaporte e visto para ir de Zhuhai (China continental) para algum deste lugares.

Um pouco de conhecimentos gerais sobre Hong Kong que descobrimos na nossa visita...
Os idiomas são o cantonês e o inglês. Praticamente 100% da população fala inglês o que facilitou muito a nossa vida e de todos os turistas.
É dividido em duas partes pelo porto de Vitória. Na parte norte da ilha e na ponta sul de Kowloon ficam as principais atrações culturais, panorâmicas, restaurantes e locais para compras.
O sistema de metrô é muito organizado e eficiente atendendo os bairros centrais. Ônibus, bondes e taxi atuam a partir do centro para outros pontos, tambem a ferryboats entre HK e as principais ilhas.

Em uma das avenidas do Centro é possível encontrar todas as melhores grifes do mundo e ver os arranhas-céus mais impressionantes.
A sede do prédio do HSBC (Hong Kong Shangai Banking corporation) já foi um dos prédios mais caros do mundo, tendo custado HK$ (dolares de Hong Kong) 5 bilhões. Atrás do HSBC surge o Banco da China com linhas angulosas que contrariam o feng shui e tem influência agressiva, perto do terminal Star Ferry fica o edifício do Two International Finance Centre (IFC) mais alto de HK e o terceiro mais alto do mundo com 88 andares ou 415metros.

Saindo deste mar de edifícios fomos para o Pico Vitória, considerado um dos melhores lugares para se viver na cidade. O céu estava claro então a vista que se tem da cidade é espetacular.
Nos dias de colonia eram necessários muitos chineses com liteiras para levar suprimentos até as manões, em 1888 foi construído a Peak Tram e encurtou a viagem de 27O de uma hora para 10 minutos, bem uma hora eles levavam, eu certamente levaria pelo menos meio dia devido a inclinação e altura. Até bem pouco tempo os chineses eram proibidos de comprar imóveis no pico, hoje qualquer um pode comprar estas que estão entre as propriedades mais caras do mundo.

Descemos do pico e fomos para o Escalator que é na verdade 792m de escadas rolantes, considerado o mais longo sistema de escadas rolantes do mundo, é a melhor maneira de ir e voltar entre o Central, os mid levels e o Soho. No seu caminho é possível encontrar excelentes bares e restaurantes, bem como antiguidades e poções feitas sob medida por herboristas

Uma curiosidade: O domingo é o dia de folga de todas as empregadas, que no caso de HK são normalmente filipinas. Neste dia todas se encontram e a paisagem do centro se transforma totalmente. Mudam os rostos, as roupas, as vozes, os modos. Elas se encontram como uma grande comunidade e sentam-se para fazer piquenique nas passarelas e em algumas saídas de ônibus. Bem diferente.
Stanley - deste passeio um dos meus lugares preferidos.
Era uma vila de pescadores, mas hoje possui bares e restaurantes Tailandeses, Italianos, Vietnamitas, espanhóis e chineses, tambem se vê pubs em estilo inglês. Possui uma grande e emaranhada extensão de bancas vendendo roupas, peças de Jade, pinturas, seda e jóias, mas nada muito caro.
Também tem a Muray House um edifício que foi desmontado no Central, teve todas as suas pedras numeradas e foi reconstruído em Stanley em 1998.Se olharmos com atenção ainda é possível visualizar em algumas pedras da construção sua numeração.

Ocean Park, aqui gastamos um dia inteiro mas poderíamos ter ficados mais.
Possui sete áreas temáticas e um teleferrico panorâmico de tirar o fôlego pela beleza da vista da baía Deep Water, pela altura, quantidade de bondinhos e extensão. No parque visitamos os aquários do tubarões e arraias, os pandas que são o orgulho do local, aquários das Mães d'água com suas cores incríveis.. Na verdade aqui passei mal.. acho que tenho claustrofobia...mas os meninos e o Ed adoraram e também fomos no Kids world.

Desta vez foi o que conseguimos ver, foram três dias bem badalados. Hong Kong é um lugar para se voltar muitas outras vezes.

Um comentário:

Eduardo disse...

Legal saber que voces estão fazendo passeios divertidos por ai! Divirtam-se e sejam felizes! Mandem fotos para a gente ver! Beijos nos meninos,